Artista em Sintonia – A cerâmica decorativa de Tatu

Se percorrermos a história da cerâmica artesanal em todos os cantos do mundo veremos o predominância das formas clássicas em vasos e jarros, mesmo apresentando relevos decorativos. Nesse momento cabia à pintura artística ser o diferenciativo dos objetos utilitários. Entretanto, quando o entendimento do próprio processo criativo foi visto como arte as formas ganharam mais liberdade privilegiando a estrutura como decoração.

Esse protagonismo da forma se faz presente nas máscaras, jarros, esculturas e vasos de cerâmica marrom desenvolvidos pelo artista plástico Diego Rabello Rocha, o Tatu. E é o que as converte em obras de arte singulares para personalizar os interiores.

Natural de Piracicaba e radicado em Florianópolis, Tatu iniciou sua carreira artística em 2005, quando teve a primeira experiência com a argila e a transformou em louças e arte utilitária, materializando suas ideias e as mais profundas inspirações do seu ser.

Processo criativo: mentores, técnicas e matérias-primas

Barro, madeira e metal ancoram nas cerâmicas personalizadas de Tatu a conexão com a ancestralidade.

Paula Unger e José Kinceler foram grandes mentores de Tatu. As formas circulares dos objetos decorativos e utilitários de Paula e o viés artístico de José guiaram o artista brasileiro que assumiu uma abordagem mais inovadora em suas criações. O estilo rústico da olaria Canabarro, pintada com cana, também orientou a perspectiva adotada pelo ceramista que destaca a cor marrom natural do barro.

A matéria-prima foi indicada como um importante elo entre artista e ancestralidade. E essa referência de criação bíblica que parte do barro surge como uma poderosa conexão com seus antepassados quando usa as mãos para dar forma à argila. Talvez sentir o barro e dar sentido a ele seja sua principal técnica ou a que melhor expressa o seu interior.

Inspiração no tempo: rostos em conexão com passado e futuro

As três inspirações fundamentais que permeiam as criações de Diego Rabello Rocha apresentam essência poética e exibem o olhar sensível do artista plástico. Ainda que de maneira sutil, o tempo, o primeiro estímulo criativo, integra passado e futuro de forma significativa. O tempo passado é sentido nas linhas dos rostos que moldam emoções em esculturas, máscaras e vasos eternizando a linguagem de Tatu.

As cerâmicas rústicas, meios de expressão do artista, se convertem em legítimas contribuições para tornar o tempo futuro mais bonito e mais conectado com suas raízes.

O tempo é o principal agente e motor da pesquisa. Tanto o tempo passado quanto o tempo futuro.

Diego Rabello Rocha

As formas e as emoções humanas ancestrais nos vasos de cerâmica

As feições do rosto são espelho das emoções humanas, temas de inspiração relevantes das cerâmicas de Tatu.

A ancestralidade é sentida no processo de criação com o barro, fazendo-o tomar formas humanas e exprimir suas emoções. Mãos e rostos bastantes singulares, idealizados de seus antepassados, imprimem personalidade e promovem impacto visual no que eram simples utilitários domésticos, fazendo-os assumir a posição de statements na decoração de interiores.

A pintura colorida aparece em esculturas de argila e gesso como símbolo de sua criação em andamento, sem tirar o protagonismo da estrutura. Algumas peças também exibem bases e suportes de elevação em metal e madeira, mantendo o estilo rústico da matéria-prima e oferecendo ao ambiente um toque ainda mais exclusivo.

Eu busco a ancestralidade no material que utilizo. Penso que manipulo o corpo dos meus antepassados quando estou com a mão no barro, e a forma que produzo se perpetuará por milhares de anos.

Diego Rabello Rocha

Utilitários como obras de arte e a expressividade no home decor

A estética personalizada dos utilitários de Tatu vai além da beleza e ancora mais significado ao home decor. Os vasos de cerâmica com rostoobjetos decorativos mais expressivos entre as obras do artista plástico – destacam as emoções humanas e estabelecem uma conexão genuína com o nosso interior. E é por falar tão intimamente conosco que as esculturas deixam a decoração mais instigante e acolhedora.

A expressividade da olaria é um reflexo da maneira do ceramista que também é professor de sentir e observar as coisas. Na aula de cerâmica assiste outros artistas, que como ele, encontram na argila o caminho para materializar sonhos. Entre eles há o desejo de ter um espaço para receber as pessoas e acolhê-las como a sua arte faz, além de produzir mais e explorar outros universos.

Alguns deles Tatu já conquistou e foi reconhecido: viajou para divulgar o seu trabalho em outros horizontes, exibiu suas artes em exposições e agora tem algumas peças exclusivas disponíveis para venda na loja online da Arte & Sintonia – também encontradas na loja física se desejar sentir a beleza expressiva mais de perto.

Namastê!

Milene Sousa – Arte & Sintonia

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s