Arte em metal – Objetos e estátuas de bronze para home decor

Nos vestígios históricos de civilizações antigas como a Mesopotâmia, é perceptível a relevância do bronze na arte, bem como a importância da escultura enquanto manifestação artística que abraça o intuito de inserir significado e beleza nos ambientes. Espaços públicos, túmulos, templos e outras edificações foram ressignificados com estátuas de bronze que exprimiram em cada traço e estilo a história de determinada época.

A arte em bronze trouxe um novo vigor para as representações deíficas, imperiais e de grande prestígio na história, cuja resistência da liga metálica foi um dos grandes atributos para a criação dessas artes tridimensionais que exigiam precisão e habilidade técnica para forjá-la. O acabamento pátina que promove em esculturas e bustos, com proposital envelhecimento do metal, mantém suas características essenciais apesar das transformações com o passar do tempo.

História da arte bronze

O valor da liga de bronze foi ressignificado com a escultura figurativa de divindades.

Diferentes ligas metálicas são fundidas para dar origem ao bronze, sendo a combinação de cobre (de 88 a 90%) e estanho (de 12 a 10%) a mais usual e aperfeiçoada na trajetória da tecnologia metalúrgica. A junção destes metais com alta qualidade foi inicialmente realizada pela civilização mesopotâmica, há 3000 a.C., ao perceberem que a liga de metais resultaria em um material mais fácil de moldar e mais duro após forjado.

O valor do bronze aumentou à medida que abrangeu obras de arte, incorporando o caráter decorativo ao que até então atendia a constituição de ferramentas, armas e utensílios do cotidiano. O mesmo ocorreu em outras civilizações antigas como a egípcia, persa, grega e romana que usufruíram de forma magistral da magnitude do bronze na arte figurativa.

O fato do bronze não se quebrar como ocorria com o mármore e a argila, especialmente nas esculturas figurativas humanas com braços estendidos, o colocou em posição de destaque nas artes plásticas renascentistas. E após um período de declínio, retornou à vanguarda durante a Revolução Industrial, em um cenário diferenciado devido o aperfeiçoamento das ferramentas e das técnicas.

Estética e técnicas de fundição de bronze

O desenvolvimento de técnicas de fundição permitiu a criação de obras menores e a capacidade de reprodução.

As principais técnicas de fundição de bronze são por cera e em areia. A primeira é realizada desde o período arcaico e percorreu quase todas as culturas antigas. É uma das mais simples e baseia-se em um molde de argila que cerca o protótipo de cera para dar forma ao metal derretido. O molde feito à partir da técnica de fundição por cera perdida pode ser classificado como direto, se o processo for para a produção de uma única obra de arte; ou indireto, se for criado para reprodução.

O método de fundição em areia da escultura de bronze, por sua vez, é praticado desde o século XIX, onde o protótipo feito em argila ou cera e tem seus detalhes separados para serem moldados isoladamente e depois montados. Ambos processos recebem acabamento com a técnica pátina, marcada pela aplicação de produtos químicos na superfície do bronze aquecida outorgando o charmoso toque envelhecido.

Essas técnicas e os acabamentos ancestrais deram espaço a novos métodos que permitiram também a criação de esculturas decorativas ocas, mais leves e em dimensões menores, mas não menos ostensivas, para abranger diferentes interiores. A estética refinada das estátuas de bronze que encontramos hoje em dia no home decor é consequência desse desenvolvimento.

Esculturas de bronze na decoração de interiores

O brilho do bronze ancora um caráter especial nos objetos decorativos que reflete no estilo do ambiente.

A sensação vintage transmitida pela coloração peculiar das artes em bronze traz um accent sofisticado para a decoração do ambiente. Ela eleva o nível dos espaços e os enriquece à medida que destaca o brilho dourado envelhecido das esculturas. Esse tom nada uniforme do bronze, frisado pela cor mais intensa dos detalhes entalhados, estabelece nas decorações um jogo equilibrado de luz e sombra que mantém interesse visual nas peças e nos espaços.

A exemplo os objetos decorativos como incensários de bronze de nossa loja online, que ancoram uma vibração elegante à prática Zen de depurar o ambiente. O mesmo ocorre com esculturas de Budas e deuses hindus forjados em bronze que têm o significado divino destacado na estética suntuosa, e, com isso, adicionam um valor bastante significativo no home decor.

Quer uma sugestão? Experimente a sensação calorosa oferecida pela combinação de artes em bronze com móveis de madeira e aprecie a ambientação coesa que criam juntos!

Namastê!

Milene Sousa – Arte & Sintonia

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s