Móveis de madeira de demolição e a decoração rústica

Quem nunca foi seduzido pela atmosfera confortável e acolhedora promovida pelo mobiliário com estilo rústico ou sofreu por amor às nuances de cores com efeitos desgastados da madeira de demolição? Além de essencialmente calorosos, os móveis com madeira rústica reaproveitada combinam duas qualidades importantes considerando o reuso de materiais e o trabalho artesanal: a sustentabilidade e a exclusividade.

O design de móveis rústicos não é restrito ao ambiente campesino ou caiçara, apesar de sempre partir da estética naturalista corroborada pela madeira, sua principal matéria-prima. O estilo decorativo apresenta forte apelo natural que se incorpora em qualquer ambiente com naturalidade, elevando a sensação de calor e favorecendo a coordenação com elementos de outros estilos, a exemplo do industrial ou contemporâneo, sem perder a harmonia visual.

E se bancos para jardins com esta essência já são convidativos nas áreas externas, dá para imaginar como seriam as mesas dispostas em cada cômodo da casa. Mesinhas laterais, mesas de centro, aparadores e mesas para jantar desenvolvidas com madeira de demolição concedem não só a originalidade tão almejada, mas elegem a ação do tempo como a principal grandeza e ensinam a construir um ambiente caloroso e funcional.

Valorizando a madeira rústica com o processo artesanal

O início da trajetória histórica da fabricação de móveis artesanais se valia do uso de madeiras nobres cultivadas até a maioridade, considerando o conceito sustentável, a concepção do mobiliário de forma manual e a demanda reduzida de produção anterior a industrialização. Estes detalhes são importantes porque esta matéria-prima, naturalmente desenvolvida, tende a ser menos porosa e mais resistente, influenciando na qualidade do novo produto.

Além de torná-lo mais durável, proporcionam consistência e auxiliam o artesão a conservar a sustentabilidade no que fizer a mão. Neste caso, o reuso se converte em um meio de respeitar os recursos naturais já beneficiados e que demandam o mínimo tratamento, prolongando a sua utilidade, e de valorizar o tempo e a história por trás de cada madeira com a mais pura arte. As diferenças se transformam em diferenciais nos detalhes das peças como a inclusão de gavetas, prateleiras ou acabamento marchetado.

Integrando a madeira de demolição a novos designs

É importante considerar que cada madeira reaproveitada foi resgatada de diferentes contextos temporais e geográficos, de modo que dar a cada uma um novo design é uma possibilidade de honrar o valor inestimável da sua finalidade anterior e do seu envelhecimento natural. Furos, rachaduras, pinturas descascadas e desgastes fazem parte da singularidade de cada uma, de forma que não haverá duas peças com as mesmas ações do tempo para oferecer a sensação de um móvel antigo.

Ao reutilizar a madeira de demolição o artesão se transforma no criador de uma nova narrativa agregando de maneira harmônica suas habilidades manuais. Ele saberá desenvolver designs que promovam na decoração de interiores a conexão emocional com a natureza. Móveis feitos à mão têm alma e são projetados para incorporar conforto. Esta essência imprime calor e originalidade nos espaços revisitando a ideia de perfeição.

Ressignificando móveis rústicos com a arte da marchetaria

Os móveis de madeira rústica contrariam a ideia de visual limpo, embora contenham no conceito a leveza do apelo natural e do aconchego que proporcionam. A madeira de demolição é, geralmente, densa e o peso é transferido para a estética. Ainda assim, pequenas intervenções desenhando a superfície das peças como a marchetaria e a inclusão de azulejos portugueses ou decorados conseguem incorporar movimento e delicadeza.

Além de otimizar o reaproveitamento da madeira, evitando o descarte de pequenas peças, o móvel marchetado soma personalidade na decoração. Mesas com tampos decorados são móveis rústicos que dispensam o uso de toalhas e se tornam o centro de recepções e grandes encontros. Nesse âmbito, a marchetaria evidencia o toque especial do artesão, marcado pelo design criativo e com alma. Afinal, ambientes com circulação e reunião de pessoas precisa ser amparado por peças acolhedoras e cheias de amor. E isso só se torna possível respeitando a natureza e valorizando o trabalho artesanal.

Personalizando a decoração rústica com afeto

Além de nos conectar com a natureza através dos elementos naturais, a decoração rústica volta a nossa atenção para o cuidado, seja na execução artesanal dos móveis ou na sensação de bem-estar que eles promovem no ambiente. O mobiliário deste estilo é construído com uma base de valores tão forte que elevam seu nível de beleza e sofisticação.

Esta essência está presente em muitos móveis artesanais de nossa loja virtual, sobretudo os criados com exclusividade por artesãos brasileiros. Mesas, aparadores, bancos e altares elaborados com suas próprias mãos e tendo a sustentabilidade como pilar reivindicam espaços de destaque na decoração como obras de arte. E não é de se surpreender, já que a verdadeira arte nos interiores é a que faz parte dos pequenos momentos da vida promovendo doses extras de afeto.

Namastê!

Milene Sousa – Arte & Sintonia

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s