Decoração de jardim com conceitos do Zen

Se fechar os olhos e imaginar um lugar de refúgio na sua casa para se conectar consigo mesmo provavelmente a natureza estará diante de seus pensamentos. E se não for com os raios de sol invadindo um ambiente tranquilo com sua luz natural ou vasos de plantas e flores tornando pequenos espaços mais valiosos, de que forma você se cerca de conforto sem precisar sair de casa? Como traz o zen para o dia a dia a fim de inspirar suas práticas?

Tomando este conceito como guia, reunimos elementos significados na cultura budista e hindu – encantadoramente incorporados nas figuras de um Monge, Budas, Shiva e Ganesha – e criamos um landscape para motivar a decoração de jardim com a simplicidade e a grandeza da essência zen.

zen-garden-decor-arte-budista-deuses-indus
Símbolos do budismo e hinduísmo são valiosas decorações para jardins zen.

Zen é uma palavra japonesa derivada da hindu dhyana que significa meditação. Seus conceitos foram desenvolvidos na Índia, são essencialmente associados à vertente Mahayana do Budismo e foram disseminados pelo monge Bodhidharma na China durante o século VI d.C. – ocasionando a fundação da tradição Ch’an – e no Japão no século XII d.C. A prática do zen apresenta seitas distintas, das quais se destacam a Soto Shu e a Rinzai, que desenvolveram seus próprios métodos.

Apesar da importância dos textos sagrados, das divindades e dos rituais religiosos, a essência da filosofia zen é pautada na experiência imersiva promovida pela meditação ao romper os limites do pensamento para manter-nos presentes e nos fazer enxergar o estado das coisas como de fato é, sem ilusões. Esse preceito sustenta-se no modo pelo qual Buda acessou a iluminação e ensina que todos temos uma natureza búdica, embora obscurecida pela ignorância.

escultura-pedra-deus-elefante-hinduismo-ganesha
Criar um ambiente zen é preparar a mente para uma experiência imersiva através da meditação.

A partir do século XX, o zen foi compartilhado em todo o mundo e incorporado a diferentes áreas para promover tranquilidade e bem-estar. O design de interiores foi um dos mais privilegiados pelos seus conceitos, impulsionando a natureza divina presente em cada elemento da decoração como as chaves para lograr espaços físicos conectados com o estado mental ou com a busca interior, mesmo que não pratique yoga ou meditação.

A construção deste espaço não se delimita a apenas de eleger uma imagem de Buddha, de um monge ou de uma divindade hindu como Shiva e Ganesh, mas produzir uma atmosfera contemplativa que desacelere e recarregue as energias ao unir equilíbrio e relaxamento a uma estética elegantemente simples e atraente. Contudo, a beleza mais essencial que ostensiva das artes zen são ótimos pontos de partida para criar o seu templo e ter uma vivência com mais propósito.

busto-decorativo-shiva-pedra-garden-decor
Budas e deuses hindus como Shiva são pontos de partida para criar uma decoração Zen no jardim.

A natureza é a alma do ambiente, afinal não há um jardim sem o verde da vegetação outorgando frescor e o calor da luz solar imprimindo acolhimento. E aqui há um convite para ir além usufruindo a naturalidade das esculturas de pedra (ou em cimento aludindo este componente), que integram o natural da matéria-prima com a intervenção artística incorporando na área externa uma presença poderosa, ainda que simbólica e sutil.

Neste âmbito a iconografia das esculturas de Buda enriquece o garden decor com intenções. Cada asana (postura) e mudra (gesto com a mão) do mestre do Budismo transmite ensinamentos relevantes que dão o tom a prática meditativa. Enquanto Buda Gordo ou Hotei, orienta a encontrar a abundância na generosidade, por exemplo, o Bhumisparsha Buddha o convida a compreender que a luz da verdade é um meio de acessar a sabedoria divina com a iluminação.

vasos-decorativos-pedra-personalizados-garden-decor
A iconografia de Buddhas e monges valoriza o zen garden decor com intenções e ensinamentos.

O jardim zen alude a beleza em essência, que se manifesta no ambiente externo sem esforço e com muita sutileza, uma vez que a “alma minimalista” – a escassez de elementos visuais complexos ou eletrônicos – permite que a percepção fique aguçada e que promova estados de consciência elevados. Cabe aqui se apropriar da luz de velas, sobretudo ao anoitecer, trazendo o elemento fogo para energizar os momentos de quietude, inspirando concentração, presença e criatividade.

Lanternas decorativas coloridas protegem as luzes calmantes das velas e oferecem harmonia cromática no ambiente ao recorrer às cores frias para incorporar tranquilidade e conceder a almejada “paz de espírito”. A mesma intenção é proporcionada pelas fontes de jardim, que além de adicionarem o elemento água exploram nossos sentidos com o som relaxante da “correnteza”.

imagens-buda-decoracao-jardim-zen
Velas e fontes trazem os elementos fogo e água para harmonizar o espaço que incorpora propriedades da meditação.

Salvo os elementos naturais característicos da decoração de jardim vale beneficiar outros sentidos englobando incensos com incensários e essências com os rechôs aos aromas e a beleza de flores e plantas. Experimente incrementar vasos com tamanhos e materiais variados promovendo textura, continuidade e sensação de conforto.

É importante abraçar as linhas puras e a sutileza do jardim para se libertar da ideia de perfeição, afinal “é na sutileza que o ilimitado reside”. Utilize a imperfeição ou o aspecto “inacabado” do ambiente externo para romper com o convencional e abrir espaço para a co-criação no dia a dia. Modificar a forma do espaço, rearranjar as vegetações, tirar ou incluir objetos decorativos que o conecte ainda mais consigo mesmo será também um grandioso exercício de meditação.

ambiente-decorado-essencia-zen-hindu-budista-feng-shui
Modificar a decoração do jardim zen com esculturas, fontes, vasos e lanternas é também uma prática de meditação.

Encontre na Arte & Sintonia artes para tornar a decoração zen um caminho que modifique o seu interior através dos interiores e exteriores da casa. E perceba nos detalhes do jardim como a natureza búdica se manifesta em tudo o que existe te convidando a silenciar os barulhos internos para acalmar os olhos e alma ao mesmo tempo que te envolve um espaço afetuoso e acolhedor.

Namastê!

Milene Sousa – Arte & Sintonia

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s